Google+
Facebook
Twitter
Linkedin
Instagram
Flickr

terça-feira, 29 de maio de 2018


Só Creedence - Centro Histórico Cultural Santa Casa

Em 1968 o Creedence Clearwater Revival lançou seu primeiro álbum, dando início a uma história que durou cinco anos, até 1972.

Com 7 discos de estúdio o Creedence foi uma verdadeira fábrica de sucessos na virada dos anos 1960 para os 70, misturando em um caldeirão a energia do rock'n'roll tradicionalmente americano dos anos 1950, o sentimento de blues e baladas folk, a alegria da música country e as experimentações psicodélicas do flower power californiano.

Tantas influências musicais, somadas ao timbre único dos vocais de John Fogerty, sua maneira inconfundível de tocar guitarra e a paixão pela música negra do sul criaram uma sonoridade que ficou conhecida como Bayou Sound, influenciando músicos de diversos estilos e deixando um legado de canções inesquecíveis que há 50 anos conquistam e encantam gerações de fãs.

Para celebrar os 50 anos do lançamento do primeiro disco do Creedence, a banda brasileira Só Creedence estreiou um novo show, no qual apresenta ao vivo e em ordem cronológica as principais canções do Creedence.

Os shows ocorreram nos dias 29 (pré-estreia) e 30 de maio no Centro Histórico Cultural Santa Casa.

Um espetáculo ilustrado por projeções, contando histórias e curiosidades sobre a banda, com objetivo de proporcionar aos espectadores uma experiência ímpar, embalada pela música de uma das bandas mais influentes da história do rock.

Setlist
▪ I Put A Spell On You
▪ Susie Q
▪ Born On The Bayou
▪ Proud Mary
▪ Bad Moon Rising
▪ Lodi
▪ Green River
▪ It Came Out Of The Sky
▪ Cotton Fields
▪ Don't Look Now
▪ Midnight Special
▪ Looking Out My Backdoor
▪ Who'll Stop The Rain
▪ I Heard It Through The Grapevine
▪ Travelin' Band
▪ Long As I Can See The Light
▪ Molina
▪ Hey Tonight
▪ Have You Ever Seen The Rain?
▪ Sweet Hitch-hiker
▪ Fortunate Son
▪ Deja Vu
▪ Premonition
• • •

• • •

sábado, 19 de maio de 2018


Edu Falaschi - Bar Opinião

Edu Falaschi, um dos principais vocalistas do heavy metal brasileiro, voltou ao palco do Bar Opinião, no dia 19 de maio, para fazer mais um show da turnê "Rebirth of Shadows"

A apresentação, que já passou por Porto Alegre no ano passado, reuniu novamente as grandes canções que o músico gravou com o Angra, entre os anos 2000 e 2012, como "Nova Era", "Wishing Well", "The Temple of Hate", "Arising Thunder" e "Rebirth", entre outras mais.

No repertório, também houve espaço para algumas faixas que quase nunca foram mostradas ao vivo, como "Live and Learn", do EP "Hunters and Prey", lançado em 2002.

Eleito pela conceituada revista japonesa Burrn! o melhor vocalista do mundo, por cinco anos consecutivos, e famoso entre o público adolescente por emprestar a sua voz para a trilha sonora do desenho Cavaleiros do Zodíaco, Falaschi contou ainda com a companhia de músicos que foram peças imprescindíveis para o sucesso da sua carreira, como os também ex-Angra Aquiles Priester e Fábio Laguna e a dupla Diego Mafra e Raphael Drafas, que integram o Almah.

Setlist
▪ Nova Era
▪ Acid Rain
▪ Angels and Demons
▪ Running Alone
▪ Wishing Whell
▪ Winds of Destination
▪ Heroes of Sand
▪ Late Redemption
▪ Unholy Wars
▪ Psychoctopus Drum Solo
▪ Temple of Hate
▪ Milleniun Sun
▪ Bleeding Heart
▪ Shadow Hunter
▪ Live and Learn
▪ Rebirth
▪ Spread Your Fire

Realização: Opinião Produtora e Pisca Produtora
• • •

• • •

sexta-feira, 18 de maio de 2018


Vader - Bar Opinião

Após oito anos a banda polonesa Vader retornou à Porto Alegre na turnê de celebração dos 25 anos de lançamento de seu primeiro álbum "The Ultimate Incantation" apresentando todas as suas canções na íntegra!

O show aconteceu na sexta, dia 18 de maio, 20h, no Bar Opinião.

A banda gaúcha convidada a abrir o evento foi a DyingBreed, de São Leopoldo.

Formado em 1983, mesmo ano dos primeiros pioneiros do Death Metal Possessed e Death, contudo, foi somente em 1990, com sua terceira demo "Morbid Reich", que eles ganharam atenção internacional, vendendo aproximadamente dez mil cópias, tornando-se uma das demos mais vendidas da história do metal.

O sucesso ganho rendeu ao grupo um contrato com a Earache Records e as músicas de "Morbid Reich" aparecem no seu primeiro álbum de 1992: "The Ultimate Incantation" que é o álbum que estará sendo celebrado e executado na íntegra.

Desde que apareceu no cenário com "The Ultimate Incantation", o grupo polonês Vader passou de revelação para referência no death metal.

Atualmente a banda é formada por:
- Piotr "Peter" Wiwczarek - vocal
- Marek "Spider" Pająk - guitarra
- Tomasz "Hal" Halicki - baixo
- James Stewart - bateria

O repertório do show "The Ultimate Incantation - 25 Years of Chaos", contemplou clássicos de toda a discografia.

Setlist
▪ Intro
▪ Dark Age
▪ Vicious Circle
▪ The Crucified Ones
▪ The Final Massacre
▪ Testimony
▪ Reign Carrion
▪ Chaos
▪ One Step To Salvation
▪ Demon's Wind
▪ Decapitated Saints
▪ Breath Of Centuries
▪ Wings
▪ Triumph Of Death
▪ Sothis
▪ Carnal
▪ Silent Empire
▪ Prayer To The God Of War
▪ Send Me Back To Hell
▪ Cold Demaons
▪ Helleluyah (God Is Dead) *Bis*

Realização: Abstratti Produtora
• • •

• • •


DyingBreed - Bar Opinião

Vinda de São Leopoldo/RS, a banda de Death Metal Dyingbreed, apesar de nova, conta com músicos experientes na cena Metal gaúcha.

Com sua temática voltada para a violência e o lado obscuro das pessoas, a banda busca praticar um som diferenciado, mas mantendo raízes no antigo Death e Thrash Metal de bandas como Slayer, Morbid Angel, Napalm Death, Deicide, Cannibal Corpse etc.

No início de 2013 a banda lança a sua primeira demo, "Killing the image of your god", que obteve uma ótima repercussão no meio underground.

Ainda em meados de 2013 a banda lança um novo single, "An Eye For An Eye", para o qual também foi gravado o primeiro videoclipe da banda.

Em 2014, além de vários shows importantes acontecendo, a banda grava o seu primeiro álbum completo, intitulado "Worship no one" e que será lançado em Março/15 via OnEye Records e Mutilation Productions.

A banda subiu ao palco do Bar Opinião na última sexta-feira, dia 18 de maio, abrindo o show da banda polonesa Vader.

Membros da banda:
- Ariel Boesing - Guitarra, ex-Unmaker
- Daniel Vilanova - Bateria, ex-Mental Horror, ex-South Legion
- Fabricio Bertolozi - Baixo, ex-Horror Chamber, ex-Hammerfest
- Felipe Nienow - Guitarra, Bloodwork, ex-Empire of Darkness
- Leonardo Schneider - Vocal, Hateworks, ex-Decimator, ex-Hammerfest

Realização: Abstratti Produtora
• • •

• • •

sábado, 12 de maio de 2018


Jota Quest - Auditório Araújo Vianna

Depois de passar alguns anos viajando com os álbuns cheio de groove "Funky Funky Boom Boom" e "Pancadélico", o Jota Quest trouxe para Porto Alegre, no dia 12 de maio, mais um espetáculo da sua turnê totalmente desplugada.

Baseado no repertório do CD e DVD "Jota Quest Acústico - Músicas Para Cantar Junto", que chegou às lojas e aos serviços de streaming no ano passado e entrou rapidamente no TOP100 da Billboard, o grupo mineiro subiu ao palco do Auditório Araújo Vianna e apresentou os seus grandes hits em versão acústica, como "Dia Melhores", "Amor Maior", "Dentro de Um Abraço", "Mais Uma Vez", "Na Moral" e "Encontrar Alguém"

Além dessas faixas e de outras mais, o Jota abriu espaço no repertório para mostrar duas canções inéditas, criadas especialmente para esse projeto, "Morrer de Amor" e "Pra Quando Você se Lembrar de Mim", que caíram no gosto de todos os fãs e muito tocam nas rádios FM’s de todo o Brasil.

No palco, a banda teve a companhia da programação visual e da iluminação retro-futurista assinadas pelos designers Ludmila Machado e Lino Pereira.

Realização: Opinião Produtora
• • •

• • •

sexta-feira, 11 de maio de 2018


Rock de Galpão - Centro Histórico Cultural Santa Casa

Show do Rock de Galpão trouxe o melhor do repertório dos dois DVDs gravados pelo grupo.

No ano em que prepara o lançamento do documentário comemorativo aos 10 anos de estrada do grupo, o Rock de Galpão fez um show especial em Porto Alegre.

O Centro Histórico-Cultural Santa Casa recebeu no dia 11 de maio novamente o projeto que resgata o cancioneiro gaúcho, criando versões contemporâneas para clássicos da música feita no Sul do Brasil.

Nesta apresentação o público foi brindado com um repertório que traz o melhor das composições gravadas pela banda nos seus dois primeiros DVDs: Rock de Galpão Ao Vivo (2010) e Rock de Galpão – Vol. II: Ao Vivo nas Missões (2014)

Setlist
▪ Milonga para as Missões
▪ Recuerdos da 28
▪ Los Hermanos
▪ Vento Negro
▪ Entrando no M'bororé
▪ Cordas/Sabe Moço
▪ Cevando o Amargo
▪ Colorada
▪ Era Uma Vez
▪ Couro Cru
▪ Desgarrados
▪ Xote da Amizade
▪ Castelhana
▪ Guri
▪ Eu reconheço que sou um grosso
▪ Amigo Punk
▪ Eu sou do Sul
▪ Os Homens de Preto/Origens *Bis*
▪ Hino Rio-Grandense *Bis*
• • •

• • •

quinta-feira, 3 de maio de 2018


Dingo Bells - Theatro São Pedro

A banda Dingo Bells lançou no dia 03 de maio no Theatro São Pedro o álbum "Todo Mundo Vai Mudar" que traz dez faixas compostas pelos integrantes Diogo Brochmann, Felipe Kautz, Rodrigo Fischmann, além de Fabricio Gambogi, guitarrista e arranjador parceiro do grupo.

O álbum traz como novidade a influência de nomes da soul music brasileira, da MPB e do neo soul norte-americano, na presença, em diversas faixas, do violão de nylon e do piano elétrico e acústico.

Entre janeiro e fevereiro de 2017, os três integrantes da banda, juntos com Fabricio Gambogi, ficaram isolados no Estúdio Pedra Redonda, na zona sul de Porto Alegre e trocaram referências, divagações e sentimentos sobre a vida para compor assim o tecido embrionário deste novo trabalho.

As bases do disco foram gravadas ao vivo no estúdio como forma de captar a intimidade do grupo, priorizando a interação entre os músicos.

Setlist
▪ Sinta-se em Casa
▪ O que não se vê de cara
▪ Maria Certeza
▪ Ser inpacaz de ouvir
▪ Todo mundo vai mudar
▪ Tem pra quem
▪ Aos Domingos (Quando Eu Resolver)
▪ Meias Palavras
▪ Dinossauros
▪ Anéis de Saturno - part. Hélio Flanders
▪ Funcionário do mês
▪ Tudo Trocado
▪ Eu vim Passear
▪ Olhos Fechados
▪ Na carona - part. Murilo *Bis*
▪ A sua sorte *Bis*

Dingo Bells
Rodrigo Fischmann: voz, bateria e violão
Felipe Kautz: baixo, sintetizador e voz
Diogo Brochmann: guitarra, voz, violão, teclados e sintetizadores
Fabricio Gambogi: guitarra, violão nylon, teclados e bateria

Convidados
Murilo Moura - piano
Bruno Coelho - percussão
Julio Rizzo - trombone
Renato Dall Ago - trompete
Gustavo Müller - saxofone alto e tenor
Saulo Rosa - trompa
• • •

• • •