Google+
Facebook
Twitter
Linkedin
Instagram
Flickr

terça-feira, 19 de dezembro de 2017


Caetano, Moreno, Zeca & Tom - Auditório Araújo Vianna

Caetano Veloso, 75, é um dos maiores nomes da MPB. Ao longo de cinco décadas de produção artística, o cantor e compositor acumula prêmios internacionais, além de parcerias memoráveis com diversas gerações.

Pai e filhos subiram sozinhos no palco do Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre, no dia 19 de dezembro.


Caetano no violão. Moreno, 44, Zeca, 25, e Tom, 20, se revezando em diversos instrumentos.


No repertório do show, estão canções como O Leãozinho, Reconvexo, Um canto de afoxé para o bloco do Ilê e Todo Homem, uma bela composição de Zeca Veloso.


A música sempre esteve presente na vida da família Veloso: desde que era cantiga de ninar até nos caminhos que cada um seguiu.


Moreno gravou seu primeiro disco, Máquina de Escrever Música, em 2000. Já compôs para artistas como Adriana Calcanhotto e Roberta Sá e integrou o grupo +2, com Domenico Lancelotti e Alexandre Kassin.


Zeca começou a compor solitariamente, é o estreante do grupo.


Tom é o principal compositor da banda Dônica, influenciada pelo rock progressivo dos anos 70 e pela música experimental.


O último disco de estúdio de Caetano é Abraçaço, de 2012, e neste ano ele terminou uma turnê pelo Brasil e Europa com Teresa Cristina.


Setlist

▪ Alegria, Alegria
▪ O Seu Amor
▪ Boas Vindas
▪ Todo Homem
▪ Jenipapo Absoluto
▪ Um Passo à Frente
▪ Clarão
▪ De Tentar Voltar
▪ A Tua Presença Morena
▪ Trem das Cores
▪ Um Só Lugar
▪ Alexandrino
▪ Oração ao Tempo
▪ Alguém Cantando
▪ Ofertório
▪ Reconvexo
▪ Você me Deu
▪ O Leãozinho
▪ Gente
▪ Sertão
▪ Não me Arrependo
▪ Um Canto de Afoxé para o Bloco do Ilê
▪ Força Estranha
▪ How Beautiful Could a Being Be?
▪ Canto do Povo de um Lugar/Um Tom *Bis*
▪ Deusa do Amor *Bis*
▪ Está Escrito *Bis*

Realização: Opus Promoções

• • •

• • •

sábado, 16 de dezembro de 2017


Sepultura - Bar Opinião

O Sepultura, um dos nomes mais importantes do movimento heavy metal no Brasil, voltou à Porto Alegre, com a turnê do seu mais novo álbum, que chegou às lojas e aos serviços de streaming no começo de 2017.

O grupo, que vem excursionando pelo mundo inteiro com o aclamado Machine Messiah, considerado o melhor trabalho da banda desde a chegada do vocalista Derrick Green em 1997, subiu ao palco do Bar Opinião no dia 16 de dezembro, para apresentar os melhores momentos do seu repertório mais recente e também as grandes composições do seus mais de 30 anos de estrada.

Cada vez mais reverenciada como uma banda ao vivo, destruidora e estimulante, o grupo formado por Derrick Green (vocal), Andreas Kisser (guitarra), Paulo Jr. (baixo) e Eloy Casagrande (bateria) celebrou recentemente 30 anos de existência com uma turnê mundial.

Avançando para 2017, a banda lançou um álbum que reafirma o seu status de porta-estandarte da música pesada brasileira. Com a gravação comandada por Jens Bogren, Machine Messiah não é apenas o 14º disco de estúdio do Sepultura, mas é também o mais completo e envolvente álbum que o grupo fez na era Derrick Green.

Setlist
▪ I Am The Enemy
▪ Phantom Self
▪ Kairos
▪ Desperate Cry
▪ Machine Messiah
▪ Inner Self
▪ Sworn Oath
▪ Iceberg Dances
▪ Choke
▪ Dialog
▪ Resistant Parasites
▪ Biotech/Polícia
▪ Territory
▪ Refuse Resist
▪ Arise
▪ Under My Skin *Bis*
▪ Ratamahata *Bis*
▪ Roots *Bis*

Realização: Pisca Produtora & Opinião Produtora

• • •

• • •

domingo, 10 de dezembro de 2017


Fresno - Bar Opinião

Formada em Porto Alegre no ano de 1999 há muito tempo deixou de pertencer a um lugar. Crescendo junto e na mesma velocidade em que a Internet cria raízes na vida das pessoas.

Nascida na forma de passatempo adolescente, de um inquieto grupo de estudantes da Zona Norte da Capital Gaúcha, hoje narra as histórias de mais da metade da vida não apenas de seus integrantes, mas de milhares de fãs em todos os cantos do Brasil.

A banda se apresentou no Bar Opinião no dia 10 de Dezembro.

• • •

• • •

sábado, 9 de dezembro de 2017


Tequila Baby - Bar Opinião

A Tequila Baby, um dos nomes mais expressivos do movimento punk rock no Rio Grande do Sul, voltou ao palco do Opinião, no dia 9 de dezembro, para o seu já tradicional show de final de ano.

Comemorando os 15 anos do disco "Punk Rock até os Ossos", considerado até hoje o melhor álbum de toda as sua carreira, a banda irá executá-lo na íntegra, dando destaque aos principais sucessos do registro, como os hits "Menina Linda", "Negue", "Melhor do que Você Pensa" e "Seja com o Sol, Seja com a Lua", que chegou a contar com a participação especial do baterista Marky Ramone, do Ramones.

Além desses e de outros clássicos que ajudaram a Tequila Baby ser conhecida em todo o Brasil, como "Velhas Fotos" e "Sexo, Algemas e Cinta-liga".


Setlist

▪ Planos Perfeitos
▪ Sol e Lua
▪ Melhor que Você
▪ Ninguém Confiar
▪ Menina Linda
▪ Lírios
▪ A Cada Ano
▪ Culpa
▪ Negue
▪ Sonhos Feitos de Papel
▪ Histórias de Amor
▪ Ontem Agora
▪ Coma
▪ Coisas da Vida
▪ Canção de Amor
▪ O Som da Gilete Batendo no Azulejo do Banheiro
▪ 51
▪ Chovendo Corações Pela Cidade
▪ Balada Sangrenta
▪ Bem Vindo à Sua Geração
▪ Eu e Ela
▪ Velhas Fotos
▪ Mulher Problema
▪ Sexo, Algemas e Cinta-Liga
• • •

• • •


Magaivers - Bar Opinião

Banda de rock com influências de The Beach Boys, Ramones e Ultraje a Rigor.

Surgiu em 2001 com o lançamento do álbum "Summer Dreams", pela gravadora paulista Thirteen Records. Na época, Rodrigo gravou voz, bateria e baixo do CD, apontado como um dos 10 melhores trabalhos independentes do país pela revista Rock Brigade

A banda é considerada uma das mais estradeiras do Paraná. São mais de 300 shows pelo país, em nove estados, o que possibilitou que a banda dividisse o palco com grandes nomes da música nacional como Engenheiros do Hawaii, Pitty e Cachorro Grande.

• • •

• • •


Arrasa Quarterão - Bar Opinião

Arrasa Quarterão é uma banda brasileira de punk rock formada no RS, formada por Muca (Voz), Thiago Tavares (Baixo), Renan Graboski (Guitarra) e André Soares(Bateria).

Discografia
Arrasa Quarterão - (2005)
Arrasa Quarterão - Ao Vivo no Espaço 711 - (2011)

• • •

• • •

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017


Abstratti Produtora apresenta Glenn Hughes

Glenn Hughes Performs Classic Deep Purple Live

O veterano Glenn Hughes fará uma turnê pelo Brasil em 2018 revisitando clássicos de uma das bandas mais influentes do rock: o Deep Purple. O baixista e vocalista fez parte do lendário grupo entre 1973 e 1976, participando das fases MK III e MK IV — que incluem os discos Burn (1974), Stormbringer (1974) e Come Taste the Band (1975). E agora, mais de 40 anos depois do último show que fez com o Purple (em 6 de março de 1979), volta a tocar um repertório baseado em conhecidas composições de toda a carreira do conjunto britânico. A apresentação em Porto Alegre ocorrerá em 28 de abril, sábado, às 20h, no Opinião (Rua José do Patrocínio, 834). A venda de ingressos começa nesta sexta-feira (8/12/2017).

Com apenas 20 e poucos anos de idade, Glenn Hughes foi destacado do grupo funk-rock Trapeze em 1973 para assumir os graves no já imponente Deep Purple. Como baixista e vocalista de apoio (ao lado do cantor David Coverdale), ele ajudou a orientar a banda em uma direção mais progressiva. Foram três álbuns e três anos rodando o mundo com o Purple. Seu primeiro disco solo precedeu registros com Black Sabbath e Gary Moore. Desde então, sua vida tem sido uma corrida de trabalhos próprios e colaborações. Uma delas é o Black Country Communion, projeto em que o homem conhecido como ‘a voz do rock’ divide com Joe Bonamassa (guitarra) e Jason Bonham (bateria). Em 2016, lançou Resonate, mais recente registro sob a alcunha de Glenn Hughes. No mesmo ano também foi indicado ao Rock & Roll Hall of Fame como membro do Deep Purple. E, agora, promoverá uma turnê executando grandes hits de todas as eras do Deep Purple. Para a tarefa, recrutou um time extremamente qualificado.

Jeff Kollman (guitarra)

O nome abençoado deste Deus da guitarra tem agraciado diversos artistas durante os últimos 30 anos. Natural de Ohio, teve início no punk e ficou conhecido por apostar em um jazz-prog virtuoso. Já tocou com músicos que vão de Sebastian Bach a Alan Parsons, passando por Chad Smith’s Bombastic Meatbats e Mogg/Way (UFO). Além disso, foi muito elogiado por Steve Lukather (Toto). Seja no palco ou em gravações, Kollman é parceiro de Hughes desde Songs In the Key of Rock (2003)

Lachy Doley (teclados)

Alguns o chamam de Jimi Hendrix dos teclados Hammond. Hughes o denomina como ‘melhor tecladista vivo do mundo’. O monstro australiano também assume papel de showman, extraindo os melhores sons do clássico B3 Hammond e do seu raríssimo Hohner D6 Whammy Clavinet. A versão que Doley fez para ‘Use Me’, de Bill Withers, tem milhões de acessos no YouTube, e seu último disco até então, Lovelight (2017), entrou para as paradas de sucesso da Austrália e do Reino Unido. Tecladista de apoio para Powderfinger, Steve Vai, Jimmy Barnes e Joe Bonamassa, o prodígio Doley garantiu seu lugar ao lado de Hughes durante as sessões do álbum Resonate.

Pontus Engborg (bateria)

Com batidas funk-rock precisas, o sueco Pontus Engborg saiu de sua terra natal para Los Angeles pouco depois da adolescência. Rápido e furioso aprendiz, adquiriu experiência em espaços como Viper Room, The Whiskey e Knitting Factory. Seu talento o levou a colaborar com Joe Lynn Turner, Graham Bonnet, Bobby Kimball (Toto) e Steve Augeri (Journey). De volta à Suécia, é o responsável pelas baquetas no versátil Confusion desde 2007. Foi com esse grupo que conquistou a atenção de Hughes, em 2010. No mesmo ano, em julho, fez sua estreia com ‘the voice of rock’ em frente a 21 mil pessoas. Atualmente, sete anos depois, parece que passou na audição.

• • •


• • •
::::: GLENN HUGHES :::::

Local
Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)

Classificação etária:
14 anos

Quando
Sábado, 28 de abril, às 20h

Cronograma
19h — abertura da casa
20h — Glenn Hughes

Ingressos
1º lote
Inteira — R$ 160
Promocional — R$ 140*
Meia — R$ 80**

2º lote
Inteira — R$ 180
Promocional — R$ 160*
Meia — R$ 90**
3º lote
Inteira — R$ 200
Promocional — R$ 180*
Meia — R$ 100**

*Promocional — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não-perecível na entrada do show.
**Meia-entrada — destinado a estudantes. São válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

Pontos de venda:
Online (em até 10x no cartão)
www.blueticket.com.br

Lojas (somente em dinheiro)
SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA:
Youcom — Bourbon Wallig, 3º piso. Fone: (51) 2118-1186.

COM TAXA DE CONVENIÊNCIA (R$5,00):
Multisom — Rua dos Andradas, 1001. Fone: (51) 3931-5381.
Multisom — São Leopoldo Shopping Bourbon. Fone: (51) 3952-1310.
Youcom — Bourbon Ipiranga, 1º piso. Fone: (51) 3204-5210.
Youcom — Shopping Praia de Belas, 3º piso. Fone: (51) 3206-5530.
Youcom — Shopping Iguatemi.
Youcom — Shopping Total. Fone: (51) 3206-5452.
Youcom — Barra Shopping, térreo. Fone: (51) 3206-5423.
Youcom — Novo Hamburgo (Av. Nações Unidas, 2001, segundo piso), lojas 2086/2090 Fone: (51) 3206-5540.
Youcom — Shopping Canoas Fone (51) 3415-5100

*A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais.
*Será expressamente proibida a entrada de câmeras fotográficas profissionais e semiprofissionais, bem como filmadoras de qualquer tipo.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017


Ian Ramil, Poty Burch e João Ortácio - IAB-RS

O encontro de três artistas da nova geração gaúcha foi a atração do Bar do IAB-RS. Os compositores Ian Ramil, João Ortácio e Poty Burch.

Ian Ramil: compositor natural de Pelotas/RS, vem se destacando na cena da música, tendo conquistado o Grammy Latino com seu segundo disco "Derivacivilização".

Poty Burch: o compositor natural de Jaguarão/RS tem um EP lançado (Casa|2016) e em 2018 vai lançar seu primeiro disco.

João Ortácio: natural de Rosário do Sul/RS, o compositor traça novo caminho solo paralelo a sua banda, Renascentes. Em 2018 vai lançar seu primeiro EP.

• • •

• • •

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017


Nenhum de Nós - Theatro São Pedro

O Nenhum de Nós se apresentou nos dias 1º, 2, 3 e 4 de Dezembro no Theatro São Pedro. O repertório desta temporada foi embalado por dois discos fundamentais da discografia da banda: Paz e Amor (1998) e Histórias Reais Seres Imaginários (2001).

Estes discos emblemáticos conduziram o grupo na virada dos anos 90 para os anos 2000 e são recheados de sucessos. "Você Vai Lembrar de Mim", "Da Janela", "Tão Diferente", "Amanhã ou Depois", "Eu Não Entendo", "Julho de 83" e "Notícia Boa" estão garantidos no setlist.

A temporada conta ainda com um convidado muito especial: Fede Lima, vocalista e compositor do grupo uruguaio Socio. Ele já participou dos shows do Nenhum de Nós no Theatro São Pedro em 2008.

• • •

• • •

domingo, 3 de dezembro de 2017


Gabriel O Pensador - Bar Opinião

Pioneiro do movimento hip hop no Brasil, Gabriel O Pensador trouxe para o Bar Opinião, no dia 3 de dezembro, o show "Sem Crise".

No repertório, os clássicos dos seus 25 anos de carreira, como "Retrato de um Playboy", "2345meia78" e "Cachimbo da Paz".

• • •

• • •


Kanhanga Sportrap - Bar Opinião

O músico angolano Kanhanga, já conhecido no cenário hip hop de Porto Alegre, onde reside há mais de 12 anos, traz em seu trabalho uma sonoridade diferente, de flow inconfundível e rimas impactantes, que refletem o seu cotidiano e suas vivências dentro do rap.

Dono de uma discografia própria, em que acumula cinco discos lançados, o cantor já se apresentou em grandes eventos realizados no Rio Grande do Sul, como o Planeta Atlântida, a Bienal do Mercosul e a Semana do Hip Hop de Porto Alegre.

O seu canal no Youtube (https://www.youtube.com/kanhangasportrap), que conta hoje com mais de 240 mil inscritos, acumula cerca de 25 milhões de visualizações em seus vídeos voltados ao SportRap, que prestam uma homenagem às grandes estrelas do esporte, como o boxeador Floyd Mayweather, o jogador de basquete Lebron James e os ídolos do futebol Cristiano Ronaldo, Messi e Ronaldinho Gaúcho.

• • •

• • •

sábado, 2 de dezembro de 2017


Scalene - Bar Opinião

Gustavo Bertoni (vocal e guitarra), Tomás Bertoni (guitarra), Lucas Furtado (baixo) e Philipe Nogueira (bateria) cresceram com a convicção que tinham muito a colaborar com o rock nacional.

Na estrada desde 2009 com a banda Scalene, eles lançaram um disco de estreia, chamado "Real/Surreal" (2013), que serviu de alicerce para construir uma carreira sólida, ultrapassar as fronteiras de Brasília – cidade natal dos integrantes – e chegar a festivais relevantes, entre eles o SXSW e o Lollapalooza Brasil.

O sucessor "Éter" (2015) resultou em novas conquistas, como um contrato com o selo slap (Som Livre) e o Grammy Latino na categoria "melhor álbum de rock brasileiro" (prêmio dividido com o disco Derivacivilização de Ian Ramil).

O primeiro DVD do grupo, "Ao Vivo em Brasília" (2016) foi registrado na Arena Lounge do Estádio Nacional. Em 2017, o Scalene colocou mais um disco na rua, chamado "Magnetite" e que revela novas facetas e influências em letras assertivas.

A banda subiu ao palco do Bar Opinião no dia 02 de Dezembro.



Foto: Alex Vitola / @alexvitola
© All rights reserved


Cartolas - Bar Opinião

Muita água passou por baixo da ponte dos Cartolas. A ascensão do grupo se iniciou com a vitória no festival Claro que é Rock, onde atingiram projeção nacional.

Com o prêmio, gravaram o seu primeiro disco, "Original de Fábrica". Vieram com ele o sucesso "Cara de Vilão" e de quebra o Prêmio Açorianos de Música em 2008, como melhor trabalho da categoria pop. O segundo disco, "Quase Certeza Absoluta" (2010) lançou hits como "Meu Bem e o Assovio", que se destacou nas rádios.

Com participações em importantes festivais e a alegria de serem escolhidos pela produção do Eric Clapton para abrir o show do lendário guitarrista em Porto Alegre, em 2011, Deluce (vocal), Dé Silveira (guitarra), Christiano Todt (guitarra), Mariano Wortmann (baixo) e Pedro Petracco (bateria) lançaram recentemente o álbum "Cartolas IV".

O disco, que emplacou o hit irônico "Sem Sal", já teve shows de divulgação que passaram por diversas cidades do Brasil e até mesmo da Argentina.


A banda subiu novamente ao palco do Bar Opinião no dia 02 de Dezembro.
• • •

• • •