Google+
Facebook
Twitter
Linkedin
Instagram
Flickr

quinta-feira, 30 de novembro de 2017


A Banda Mais Bonita da Cidade - Theatro São Pedro

A Banda Mais Bonita da Cidade, formada por Uyara Torrente (voz), Luís Bourscheidt (bateria), Marano (baixo),Vinícius Nisi (teclados) e Thiago Ramalho (guitarra), lançou em Porto Alegre "De Cima do Mundo eu Vi o Tempo". ​O terceiro disco de estúdio dos curitibanos reflete a maturidade do grupo.

O Disco​ apresenta releituras de artistas relevantes para a cena atual, como os acreanos da banda Los Porongas, o gaúcho Ian Ramil, o pernambucano Tibério Azul, o duo paulista Versos que Compomos na Estrada e o veterano inquieto Maurício Pereira. "A afinidade emocional nos conectou"​, diz Uyara Torrente.

Setlist
▪ Suvenir
▪ Potinhos
▪ Que Isso Fique
▪ Canção Para Não Voltar
▪ Bandarra
▪ A Geada
▪ Uma Atriz
▪ Tigresa
▪ Maré Alta
▪ Trovoa
▪ A Dois
▪ Ela e o Dela
▪ Se Eu Corro
▪ Inverno
▪ Oração

• • •

• • •

sábado, 25 de novembro de 2017


Alceu Valença - Auditório Araújo Vianna

Alceu Valença apresentou no dia 25 de novembro no Auditório Araújo Vianna seu novo show Anjo de Fogo, onde explora as diferentes vertentes de sua música, num espetáculo intenso, pesado e visceral.

Entre cabeleiras vermelhas e raios de sol lilás, Alceu trafega por seu repertório dos anos 70, em temas repletos de metáforas e psicodelia como "Agalopado", "Papagaio do Futuro", "Espelho Cristalino" e "Táxi Lunar", "Anjo de Fogo".

Do artista consagrado, repleto de sucessos populares, a partir dos anos 80 e 90, estão "Tropicana", "Anunciação", "Como dois animais", "Belle de Jour", "Marim dos Caetés".

Do século XXI, e para além dele, a "Embolada do Tempo" ecoa seu petardo rítmico em versos demolidores. Outras vertentes são contempladas: o forró, o xote e o baião aparecem em canções autorais - "Cabelo no Pente", "Coração Bobo" – e clássicos de Luiz Gonzaga, como "Xote das Meninas" e "Sabiá".

O frevo levanta a massa em "Olinda, Quero Cantar", "Diabo Louro", "Bicho Maluco Beleza".

Como o vento que varre a cidade, o "Anjo de Fogo" de Alceu espana a poeira da caretice, vai ao cinema e cospe no chão!

• • •

• • •

sexta-feira, 24 de novembro de 2017


Os Paralamas do Sucesso - Auditório Araújo Vianna

Com mais de 35 anos de estrada, Os Paralamas do Sucesso acabam de lançar seu 13º disco, Sinais do Sim, o primeiro de inéditas depois de oito anos.

A banda se apresentou em Porto Alegre no dia 24 de novembro para interpretar ao vivo, no palco do Auditório Araújo Vianna, faixas que integram o novo álbum, além dos clássicos que têm embalado gerações.

Além da voz e a guitarra de Herbert Vianna, o baixo de Bi Ribeiro e a bateria de João Barone, o show ainda teve participação de João Fera nos teclados, Bidu Cordeiro no trombone e Monteiro Jr. no sax.

Setlist
▪ Sinais do Sim
▪ Itaquaquecetuba
▪ Meu Erro
▪ Lourinha Bombril
▪ Capitão de Indústria
▪ Uns dias
▪ A Outra Rota
▪ Soldado da Paz
▪ Viernes 3 AM
▪ O Calibre
▪ Selvagem
▪ O Beco
▪ Medo do Medo
▪ Saber Amar
▪ Busca Vida
▪ Aonde Quer Que Eu Vá
▪ O Amor Não Sabe Esperar
▪ Sempre Assim
▪ Lanterna dos Afogados
▪ Caleidoscópio
▪ A Lhe Esperar
▪ Olha a Gente Aí
▪ Uma Brasileira
▪ Ska
▪ Vital e Sua Moto
▪ Alagados *Bis*
▪ Bundalelê *Bis*
▪ Teu Olhar *Bis*
▪ Cuide Bem do Seu Amor *Bis*
▪ Óculos *Bis*

• • •

• • •

quinta-feira, 23 de novembro de 2017


Ed Motta - Bar Opinião

Com o projeto Baile do Flashback, Ed Motta se apresentou mais uma vez no Opinião, no dia 23 de novembro.

No repertório sucessos do soul/funk dos anos 70, de artistas como BB&Q Band e McFadden & Whitehead, e hits da sua própria carreira, como “Colombina”, “Fora da Lei”, “Manoel” e “Vendaval”.

• • •

• • •

terça-feira, 21 de novembro de 2017


Apocalyptica - Bar Opinião

O conjunto responsável por popularizar ao mundo que rock pode ser feito com requintes clássicos fez sua estreia em Porto Alegre neste ano.

O Apocalyptica, da Finlândia, tocou dia 21 de novembro, no Bar Opinião. A primeira passagem pela Capital integra a tour de comemoração dos 20 anos de lançamento de Plays Metallica by Four Cellos, disco de estréia do quarteto de cordas, que foi executado na íntegra neste show.

Formada em 1993, a Apocalyptica é uma banda de rock diferenciada: explora sons baseados em violoncelo – boa parte instrumental, com alguns momentos de trabalho vocal. Seja qual for a musicalidade (de interlúdios atmosféricos a ritmos rápidos), o conjunto impressiona pela melodia, emoção e dinâmica. Já são oito discos lançados até o momento. Nessa discografia, entram composições autorais e belas interpretações de nomes de peso, como Metallica, Faith No More, Motorhead, AC/DC e Sepultura.

O disco de estreia, Plays Metallica by Four Cellos, foi justamente de releituras. Nele, os finlandeses fizeram arranjos emocionantes para músicas da banda que levou o thrash para os patamares mais altos do showbusiness.

Setlist
▪ Enter Sandman
▪ Master of Puppets
▪ Harvester of Sorrow
▪ The Unforgiven
▪ Sad but True
▪ Creeping Death
▪ Wherever I May Roam
▪ Welcome Home (Sanitarium)
▪ Fade to Black
▪ For Whom the Bell Tolls
▪ Fight Fire With Fire
▪ Until It Sleeps
▪ Orion
▪ Escape
▪ Battery
▪ Seek & Destroy
▪ Nothing Else Matters
▪ One

• • •

• • •

domingo, 19 de novembro de 2017


NX Zero - Bar Opinião

O NX Zero, uma da bandas de maior sucesso do rock brasileiro nas últimas duas décadas, anunciou que irá dar uma pausa na sua carreira, a partir do ano que vem, para que os seus integrantes possam se dedicar a outros projetos pessoais.

Antes desse hiato, o grupo deu uma passada no Bar Opinião no dia 19/11 lotando a casa e tocando seus maiores sucessos para alegria e felicidade de seus fãs.


Foi um show perfeito cantado em coro por todo o público que não descansou até o final da apresentação, fazendo com que a banda mesmo com as luzes já acesas da casa retornasse ao palco para mais um bis, foi bom e valeu a pena e como diziam os fãs que estavam na primeira fila "...Até Logo NX..."


Setlist

▪ Modo Avião
▪ Não é Normal
▪ Insubstituível
▪ Nessa Cidade
▪ Maré
▪ Finja Entender/Mentiras
▪ Pedra Murano
▪ Fração de Segundo
▪ Além de Mim
▪ Vibe
▪ Cedo ou Tarde
▪ Bem ou Mal
▪ Hoje o Céu Abriu
▪ Ligação
▪ Pela Última Vez
▪ Gole de Sorte
▪ Daqui pra Frente
▪ Vamos Seguir
▪ Só Rezo
▪ Meu Bem
• • •

• • •

sábado, 18 de novembro de 2017


Esteban Tavares - Bar Opinião

Esteban Tavares, uma das principais figuras do rock gaúcho contemporâneo, voltou ao palco do Opinião, no dia 18 de novembro, para lançar seu terceiro trabalho de estúdio, "Eu, Tu e o Mundo".

O álbum, que chegou às lojas via Sony Music, conta com algumas das músicas mais introspectivas e confessionais de toda as sua carreira, como "Primeiro Avião", "Basta" e "Sétima Maior".


Com quase três milhões de execuções somente no Spotify, o show apresentou o repertório de "Eu, Tu e o Mundo" e teve a companhia de vários outros clássicos de discos anteriores, além da participação especial de Duca Leindecker, junto com Humberto Gessinger, uma das maiores influências musicais do cantor.


Esteban subiu ao palco acompanhado dos músicos Sujeira, Pelotas, Paulinho e Jojô.


Setlist

▪ Janeiro
▪ Canal 12
▪ Primeiro Avião
▪ Chacarera da Saudade
▪ Basta
▪ Sophia
▪ Pra Ser
▪ Noites de Berlim
▪ Cigarros
▪ Naquela Esquina
▪ Fotos
▪ Ao Fim de Tudo - Part. Duca Leindecker
▪ Giros / Tango Novo
▪ Muda
▪ Martes
▪ Segunda Feira
▪ Sétima Maior
▪ Carta aos Derinteressados
▪ Pianinho
▪ Sinto Muito Blues
• • •

• • •

sábado, 11 de novembro de 2017


Apanhador Só - Theatro São Pedro

O Apanhador Só retomou as atividades neste sábado 11/11 no palco do Theatro São Pedro. A banda apresentou seu novo CD Meio que Tudo É Um, um disco cheio de experimentações.

Tudo isso foi para o palco, que teve uma ilha especial, com duas baterias (com Bruno Neves e Felipe Zancanaro) e percussões pouco convencionais.


Além de Alexandre Kumpinski, Felipe Zancanaro e Fernão Agra a banda foi auxiliada por Lorenzo Flach e Bruno Neves, além de participações especiais de Gutcha Ramil e Andressa Ferreira (ambas do grupo As Três Marias) na música Paso Hacia Atrás e de Thiago Ramil na música O Corpo Vai Apagar.


Foi um show perfeito em todos os sentidos, do entrosamento dos músicos (com constantes trocas de instrumentos entre eles) ao público que compareceu em grande número ao Theatro São Pedro. Além do tradicional bis, a banda atendeu ao pedido do público e retornou mais uma vez ao palco mesmo com as cortinas já baixadas, fazendo um número à capela para a alegria de todos que permaneciam em seus lugares.


Nas palavras do púbico "... Inesquecível! Música da mais alta qualidade, com identidade e muita emoção. Música de grandes artistas da cena contemporânea. Um trabalho inteiro, intenso, digno ..."

• • •

• • •

sexta-feira, 10 de novembro de 2017


Anthrax - Bar Opinião

Foram 5 anos de espera, e valeu a pena. Em sua segunda passagem por Porto Alegre o Anthrax mostrou a qualidade sonora que persiste ao tempo. É isso que faz do Anthrax um dos quatro seletos integrantes do Big Four do Thrash Metal (ao lado de Metallica, Slayer e Megadeth).

Espalhando a doença da música instigante entre os vivos desde 1981, o quinteto retornou a Porto Alegre em 10 de novembro. O show, produzido pela Abstratti Produtora, desta vez foi no Bar Opinião e levou os headbangers ao mais puro estado de euforia, lotando a casa e não deixando nada a desejar. Apesar da barreira da língua a banda interagia muito com o público que prontamente respondia, criando uma diálogo que só a música é capaz de fazer.


Como banda, o Anthrax teve suas turbulências criativas, mas elas acrescentaram à sua química única. Todos os cinco membros contribuíram com ideias e fizeram sugestões para praticamente todos os sons no trabalho mais recente, For All Kings (2016), considerado ums dos melhores trabalhos da banda.


O baterista Charlie Benante fez apontamentos importantes nas construções iniciais; O guitarrista Scott Ian usou um jeito muito particular para incorporar suas ideias líricas nas músicas; Bello provou ser muito talentoso em escrever melodias, o que estabeleceu a banda à parte dos congêneres; O vocalista Joey Belladonna criou linhas para encaixar da melhor maneira seu vocal crescente; E o guitarrista Jon Donais (Shadows Fall) trouxe riffs esmagadores.


No fim das contas, todos os cinco contribuíram para criar o que simplesmente é a música do Anthrax.


Apesar de não ter tido um bis, o público saiu extremamente satisfeito com o que tinha acabado de assitir.


Setlist

▪ Among the Living
▪ Caught in a Mosh
▪ Got the Time
▪ Madhouse
▪ Fight'em
▪ Breathing Lightning
▪ Medusa
▪ I Am the Law
▪ March
▪ Blood Eagle Wings
▪ Be All
▪ N.F.L.
▪ Anti Social
▪ Indians
• • •

• • •

quinta-feira, 9 de novembro de 2017


Duca Leindecker - Bar Opinião

Duca Leindecker, um dos artistas mais expressivos da música gaúcha, voltou ao Opinião após 19 anos, a última vez em 1988 com a banda Cidadão Quem.

O cantor e compositor, que conquistou uma infinidade de fãs nas últimas três décadas, esteve no palco do Opinião no dia 9 de novembro, para fazer um apanhado geral da sua carreira, dando destaque para as melhores canções de todas as suas bandas e projetos paralelos, como o Cidadão Quem e o Pouca Vogal.


Com uma carreira consagrada também como escritor, que inclui os best-sellers "A Casa da Esquina" e o infanto-juvenil "O Menino que Pintava Sonhos", Duca estava acompanhado de Maurício Chaise, no baixo, e Claudio Mattos, na bateria e interpretou boa parte do repertório que integra o seu último CD e DVD ao vivo, chamado "Plano Aberto".


Setlist

▪ Dia Especial
▪ Mais Uma Para Garantir
▪ Eterno Agora
▪ Música Inédita
▪ Depois da Curva
▪ Tudo é Longe
▪ Ao Fim de Tudo
▪ Bossa
▪ Vício
▪ Os Segundos
▪ Iceberg
▪ Yoko
▪ Até Aqui
▪ Amanhã Colorido
▪ Um Dia / Tententender
▪ Do Nosso Tempo
▪ Nosso Próprio Mar
▪ Pinhal
▪ Girassóis
• • •

• • •

sábado, 4 de novembro de 2017


Erasmo Carlos - Teatro do Bourbon Country

Erasmo Carlos voltou ao Rio Grande Do Sul com Show que reuniu seus maiores sucessos.

Ele é o brasa, o tremendão, o gigante gentil. O poeta ("com a força do meu canto esquento seu quarto pra secar seu pranto") e o filósofo ("estou sentado à beira de um caminho que não tem mais fim"). O romântico incurável ("detalhes tão pequenos de nós dois são coisas muito grandes pra esquecer"), o roqueiro inveterado ("pus a vida na mesa e resolvi jogar"). Uma autoridade na compreensão do amor, da mulher, da natureza. Vários "Erasmos", todos coerentemente articulados, comovendo e contagiando o público.

Com realização da Opus Promoções, o Tremendão retornou aos palcos do Teatro Feevale, 03/11, e do Teatro do Bourbon Country, 04/11.

Acompanhado de sua guitarra, o músico subiu ao palco com a banda formada pelo maestro José Lourenço (piano e teclado), Pedro Dias (baixo), Luiz Lopez (guitarra e violão), Rike Frainer (bateria) e Billy Brandão (Guitarra).

• • •

• • •

quarta-feira, 1 de novembro de 2017


Luiz Lopez - Casa de Cultura Mario Quintana

O Auditório Luís Cosme, localizado na Casa de Cultura Mario Quintana, recebeu no dia 01/11 o cantor, guitarrista e compositor carioca Luiz Lopez com sua nova Tour "Visceral", sucessor de "Primal" (2014).

"Visceral" (2016) é o seu segundo registro em carreira solo.

Guitarrista de Erasmo Carlos desde 2009, Luiz Lopez já colaborou em três álbuns do "Tremendão" e um disco com a ex-banda Filhos de Judith.

A musicalidade do cantor se resume ao melhor dos anos 60, carregada de fortes influências como Raul Seixas e The Beatles.

O single "Eu não Quero Desacreditar" exibe essa nova fase do músico. A canção vem do coração - literalmente. Durante a gravação, Luiz optou por fazer um experimento e substituir o bumbo da bateria por batidas do próprio coração. O lançamento de "Visceral" acontece simultaneamente pela Toca Discos no formato digital e pela Canal 3 Distribuidora no formato físico.

Além de Luiz Lopez na voz, guitarra e piano, ele conta com Mario Vitor no baixo e vocais e Rike Frainer na bateria.


Setlist
▪ Eu Não Quero Desacreditar
▪ Vai
▪ Esse Amor Já Se Acabou
▪ Caipira do Mundo
▪ Doeu
▪ Acho Que Já Entendi
▪ Não Posso Mais
▪ Valeu Mãe
▪ O Otimismo De Quem Não Tem Nada
▪ Não Quero Aceitar
▪ Vai Passar
▪ Feche Os Olhos
▪ Quem Vai Entender
▪ Já Não Quero Mais
▪ Dessa Vez Não *Bis*
▪ Doeu *Bis*
▪ Filho Único *Bis*
• • •

• • •